sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Azagaia - Cubaliwa (2013)


Cubaliwa é uma palavra da língua Masena, que significa nascimento ou nascer, dialeto falado na região central de Moçambique, Manica e Sofala, este último que é conhecido como um dos berços da resistência em Moçambique.

Cubaliwa também é uma palavra da língua Ronga, e com um significado semelhante nas línguas Changana e Xitsua; significa escrita ou está escrito. Isso resume o conceito deste segundo álbum de Azagaia.


É um chamado para a mudança de mentalidades e a necessidade de cada moçambicano para nascer de novo, mais aberto, hard-working, ouvinte e culturalmente enraizado, menos parcial, corruptível e inimigo dos direitos humanos, livre de preconceitos, como o racismo, o tribalismo e o classicismo sociais, capaz de gerir os recursos econômicos de seu país em uma perspectiva mais humana e não apenas para o lucro. Esta mudança só pode acontecer através da Educação, daí a necessidade de escolher e valorizar o que é escrito por moçambicanos e todos os que contribuem para o conhecimento global.

Azagaia - Cubaliwa (2013)

01. Calaste (04:40)
02. Cães De Raça part. Guto (05:58) 
03. Maçonaria part. Banda Likute e Guto (06:14) 
04. Começa Em Ti part. Júlia Duarte (04:08) 
05. ABC Do Preconceito (05:43)
06. Subir Na Vida part. Kennedy Ribeiro (04:21)
07. Miss E Mister Moçambique part. Dama Do Bling, Baka e Xixel (03:15)
08. Wa Gaia part. Stewart Sukuma (04:41) 
09. Revolução Já part. Spirits Indigenous e Tira-Teimas (06:38)
10. Países Do Medo part. MCK e Valete (04:07)
11. Carne De Canhão part. Hélio Bentes (04:20)
12. Homem Bomba part. Macross Maguguana e Miguel Cherba (05:11)
13. A Minha Geração part. Ras Haitrm [Grasspoppers Remix] (04:59)


Azagaia - M.I.R. Música de Intervenção Rápida

+info:

Black Alien - Jah na Contenção (2013)


Segunda música lançada por Black Alien em parceria com o produtor Papatinho que provávelmente estará no segundo volume de Babylon By Gus, é Black Alien novamente em ação com "Jah na Contenção", boa audição...


Letra: Jah na Contenção.

(Verso 1)

A vida não é game, não há consolo nem console
Mesmo sendo sem fio "fio", Deus não da mole
Não teime, olho no olho para que não molhe
Bem atento ao forno pra que o bolo não sole

Seus pontos você ganha de acordo com o seu proceder
Sem desconto, barganha, teretetê
Não da pra manipular quem criou tudo
Pra começar de novo eu sou cego, surdo e mudo

A batalha continua, palestras a luz da lua
Ela começa na rua e tira do caminho
Me apego ao certo deixo pra lá o absurdo
Esperto pelo fim do mundo sem estranho no meu ninho

Jah me deu as asas e não vai tirar
Sou seu passarinho e vou é voar
Tenho livre arbítrio admito sou honesto
Sei o que eu vou escolher eu minto eu não sei do resto.

(Refrão)

Calma não se apresse / Vem da alma é prece
Uma oração lá em cima / É Jah na contenção
Calma não se apresse / Vem da alma é bless
Uma oração lá em cima/ É Jah na contenção

(Verso 2)

Prepare que nem polenta sangue ruim espírito do mal
Leve ao fogo baixo com bastante água e sal
Mexa de maneira lenta com colher de pau
Ponha um pouco de pimenta pra ficar legal

Deixe o soltar do fundo da panela
Despeje num recipiente fundo e lá deixe o pela
Depois de esfriar frite por alguns minutos
Tampe bem para não ouvir insultos, trará alguns surtos

O corte em cubos, pedaços retangulares
E ele não verá jah mais em outros lugares
De modo cuidadoso dele ferver até que derreta
Porque esse é o meu dever, eu sou a lírica bereta

Acrescente alho pra mais fácil digestão
Pra quebrar o tinhoso regularmente no chão
Aqui Gustavo de Nikity e para todos os seres do bem, bom apetite.

(Refrão)

Calma não se apresse /Vem da alma é prece
Uma oração lá em cima É Jah na contenção
Calma não se apresse/ Vem da alma é bless
Uma oração lá em cima/ É Jah na contenção.


Ficha Técnica:

Gravado no estúdio USStudio

Mixagem
Papatinho e 2F U-Flow

Masterização
2F U-Flow

Arte
Juan M. Canosa.

+info:

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Slow da BF - Rimanessência


Já não há tiranossauro rex que pare Slow da BF, um dos mestres da Hip Hop Rio, genial desde os tempos do lendário grupo carioca Esquadrão Zona Norte, ele é o convidado deste episódio do Rimanessência, sente a causa da palavra e o que ela causa em você...


Produzido por Café Crime
Motion Grafics por Dege Ribeiro
Arte por Marinho

+info:

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

K'daver vs. DJ Emme-L (2013)


K'daver e Djemme-L ambos membros do grupo Cães D' Caça lançaram recentemente em parceria a Mixtape: K'daver vs. DJ Emme-L, segundo K'daver esse é seu trabalho de despedida, a pouco tempo ele publicou em seu facebook que estaria se aposentando do Rap, para alegria de uns e tristeza de outros essa declaração foi dada, mas acredito que alguém que se dedica ao Rap a tanto tempo não abandona o posto dessa maneira.

A Mixtape está aí disponível para download no SoundCloud do K'daver, confiram...

K'daver vs. DJ Emme-L (2013)

02. Embreagado (03:26)

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Big Filho - "A Revolta dos Andróides" (Prod. DJ Donnatus)


E o segundo single que Big Filho liberou de sua nova Mixtape é "A Revolta dos Andróides" construída sobre um sample da música Eterno Retorno do Pedra Branca, é como um mantra ecoando num mundo paralelo em que as máquinas é que tem o controle absoluto, caso se identifiquem baixem a música, assistam ao vídeo e compartilhem com os seus amigos...

Produção: DJ Donnatus

Gravação, Mixagem e Masterização: Stone Ferrari no Pé de Manga Surrond Estúdio

Música:

Gravadora: Nebula 71

Foto: Isa Angioletto

Big Filho - "A Revolta dos Andróides" (Prod. DJ Donnatus)

Direção:
Kato Higuchi

Assistente de Fotografia:
Lua Quadros

Contra Baixo:
Stone Ferrari

Contém Trilha da Série Espectromen

Big Filho - "Minha Mente Está Em Órbita" (Remix) (Prod. DJ Donnatus)


Esta é a primeira música divulgada da Nova Mixtape do Big Filho batizada com o título "É Disso Do Que Eu Estou Falando"

Produção: DJ Donnatus

Mixagem e Masterização: Stone Ferrari

Música:


Big Filho - "Minha Mente Está Em Órbita" (Remix)

Direção: 
José Higuchi

Roteiro: 
Big Filho e José Higuchi

Fotografia: 
José Higuchi, Big Filho e Roberta Stubs.

Edição: 
José Higuchi

Violoncelo: 
Karolyni Da Vila

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Síntese - Interno



Produção e direção musical
 Willian Monteiro.

Foto
 Vinícius Moreira.

Música
-
Letra:
Na mesma busca do eu... Quem se perdeu? Presente.
Caminho até minha cela enquanto existo incoerente.
E tento convencer o carcereiro da minha inocência.
Altruísmo imaturo... doentia negligência.

Vislumbro minha semana enquanto calculam minha vida.
Desistir? E a imcumbência? A aceitação é a penitência!
Fardo... doce e amargo. Onde sua cabeça descansa, Cruz ou lança?
Até onde a consciência alcança?

Vivo a 'fita' e a alma grita... E por nós, quem requisita?
Entre verdade e mentira, nós atrita, sem perdão.
Fim do pavil... Guerra civil... rebelião. Retaliação?
Descansar o gatilho! Meu martírio é fascinação?!

Meu nome é criação e minha consciência é vã....
No bruto: Proibido fruto, mesmo, humanidade má sã.

Ao que acredita, zele. Ao que sente, atente.
Alimente o fogo, irmão, incessantemente.
Desce decreto... Sobe concreto, tende.
Aqui joelho e pranto na frente do reto.

Ao que acredita, zele. Ao que sente, atente.
Alimente o fogo, irmão, incessantemente.
Desce decreto... Sobe concreto, tende.
Aqui joelho e pranto na frente do reto.
-
Família Matrero, 2013.

+ info:

DJ Makō - 7″ (2013)


DJ Makō lança seu primeiro trabalho solo como produtor em vinil 7' e também disponível no inevitável formato mp3 em seu bandcamp, são 3 instrumentais cheios de classe com uns samples de jazz além da participação de M. Takara (Synths, Trompete) e Marcelo Cabral (Baixo) que abrilhantam ainda mais esse trabalho, é o seguinte, adquira o seu vinilzinho que vale à pena...

DJ Makō - 7″ (2013)

01. Blu (02:34)
02. Ash (02:37)
03. Look (02:54)

Gravação: 
Gustavo Mendes no C4Lab.

Mixagem:
Makō, PG e YÖka no C4Lab (São Paulo, SP)

Masterização:
Mike Fossenkemper no Turtle Tone Studio (Nova York, NY)

Arte:
Flip


DJ Makō - Look


Big Filho - "O Impostor" part. Adonai (Cidade Verde Sounds) (Prod. DJ K e Stone Ferrari)


Big Filho - "O Impostor" part. Adonai (Cidade Verde Sounds) (Prod. DJ K e Stone Ferrari)

Esta é uma música que fala dos maus políticos do Brasil. Não deve haver um título melhor que o escolhido para uma música com um tema tão recorrente em nosso país, confiram aí O Impostor... 

Produção:
DJ K e Stone Ferrari 

Mixado e Master:
Stone Ferrari no Pé de Manga Surround

Foto/Capa: 
Elisa Riemer


Big Filho agradece: Guilherme Adonai, Elisa Riemer, DJ Estevão Soares, Paulo Dubmastor, DJ K, Stone Ferrari, Joelma, DJ Donnatus, Felipinho RudeBoy, Gabba ( Os Botos ) e todas as pessoas que fortalecem o projeto.

Redman - Dare Iz A Darkside (1994)



 Dare Iz A Darkside é o segundo álbum de estúdio do Redman, lançado em 22 de Novembro de 1994 pela Def Jam com produção de EPMD. O álbum alcançou a posição treze entre os 200 na parada da Billboard.

Redman - Dare Iz A Darkside (1994)

01. Dr. Trevis (01:37)
02. Bobyahed2dis (03:24)
03. Journey Throo Da Darkside (02:26)
04. Da Journee (02:12)
05. A Million And 1 Buddah Spots (03:23)
06. Noorotic (03:32)
07. Boodah Session (00:32)
08. Cosmic Slop feat. Erick Sermon & Keith Murray (02:56)
09. Rockafella (R.I.P) feat. Rockafella (00:25)
10. Rockafella (04:44)
11. Green Island feat. Mellow (05:42)
12. Basically (02:03)
13. Can't Wait (04:13)
14. Winicumuhround (04:28)
15. Wuditlooklike (04:09)
16. Slide And Rock On (03:54)
17. Sooperman Luva II (04:50)
18. We Run N.Y. feat. Hurricane G (04:13)
19. Dr. Trevis (Signs Off) (01:39)
20. Tonight's Da Night (Remix) (03:50)

Peter Tosh - Legalize It (1976)



Depois de anos sendo ofuscado por Bob Marley, Peter Tosh deixou os Wailers para seguir carreira solo. Lançado em maio de 1976, o Legalize It é uma afirmação ousada que Peter Tosh tinha chegado e era uma força criativa em seu próprio direito. Embora ele explore algumas questões de espiritualidade, este é o álbum mais leve do Tosh no sentido de que ele é o seu menos político. Isto não pretende ser uma crítica - na verdade, a jovialidade e alegria de Tosh só aumentam o encanto do álbum. Ele faz declarações políticas (a faixa-título celebra e promove o uso de maconha, óbvio), mas eles são feitos com um senso de humor e uma infecciosidade melódica que desmentem sua sincera preocupação com as questões. O destaque do álbum é "Why Must I Cry", uma canção multi-camadas (escrito com Bob Marley), que transmite uma sensação de fracasso pessoal, seja quando está lutando uma batalha difícil, seja contra as injustiças do mundo ou dentro dos limites de um relacionamento. Legalize It cimentou a posição de Tosh como um gigante no Reggae, e o álbum é um dos melhores do gênero.

Peter Tosh - Legalize It (1976)

01. Legalize It (04:35)
02. Burial (03:54)
03. What'cha Gonna Do? (02:25)
04. No Symphaty (04:35)
05. Why Must I Cry (03:08)
06. Igziabeher (Let Jah Be Praised) (04:37)
07. Ketchy Shuby (04:53)
08. Till Your Well Runs Dry (06:09)
09. Brand New Second Hand (04:03)
10. Ketchy Shuby (Instrumental) (03:16)

YouTube

Halloween - A Arvore Kriminal (2011)


Allen Halloween é um rapper que relata histórias das ruas e periferias, em suas músicas ficam explícitas muitas de suas vivências ligadas à dramática vida dos jovens nos subúrbios portugueses.

O desemprego, o crime, a degradação dos bairros, a imigração, a violência policial e a vida atrás das grades são tópicos recorrentes em suas letras, Halloween tem se distinguido pelo seu enorme carisma e pela sua voz imponente e peculiar.

É hoje em Portugal um dos MC's mais aclamados do verdadeiro Rap que tem na palavra não apenas relatos mas também o poder da denúncia.

Lançado em 1º de Outubro de 2011 pela Sonoterapia batizado com o nome de A Arvore Kriminal o novo álbum de Allen Halloween veio pesado, o trabalho conta com as participações de Jonnhy Ganza, Buts MC, Ká Tha Brabo, J-Cap, LBC, Psidyn Atômico, Lord G e DJ Sa.

Halloween - A Arvore Kriminal (2011)

01. O Convite (04:37)
02. Aleluia A Ressurreição Do Kriminal (06:11)
03. Não Há Luz No Meu Caminho (03:44)
04. Hora De Ponta (04:32)
05. Drunfos (03:45)
06. Crazy (03:12)
07. Killa Me (03:36)
08. Noite de Lisa (04:23)
09. Um Jardim À Beira Mar (04:00)
10. O Grande Gentio (04:02)
11. O Ódio (04:02)
12. Debaixo da Ponte (04:31)
13. Redenção (Outro) (05:15)

Halloween - Projecto Mary Witch (2006)


Halloween – Projecto Mary Witch (2006)

01. Mary Bu (03:16)
02. Raportagem (Prod. Arkiteto) (03:19)
03. Gangs de Lisboa part. Drunk Master, Ka Tha Brabo, Di Meu, Tretas, Buts MC, Don Mac I, RP, Jonnhy Ganza e Wil (08:36)
04. Bang-Bang part. Jonnhy Ganza e Ka Tha Brabo (04:13)
05. Ciclo da Vida (04:05)
06. S.O.S Mundo (Prod. Koner) (04:33)
07. Fly Nigga (05:16)
08. No Love (03:18)
09. Krika Kriminals part. Jonnhy Ganza, Drunk Master e Buts MC (Prod. Halloween) (04:53)
10. O Bom Jogador part. Buts MC (05:07)
11. Bitch Nigga part. Jeremy e Drunk Master (02:55)
12. Várias Vidas (06:09)
13. Dia de um Dread de 16 anos (10:35)

DOWNLOAD

Todas as músicas produzidas por Maradox 1º, exceto 02 (por Arkiteto), 06 (por Koner) e 09 (por Halloween).


Halloween - O Exorcismo de Mary Witch (Web-Vídeo)
http://www.youtube.com/watch?v=d5oVLowbYdM

ETNIA Contemporânea - Mix Tape Vol. 1 (2006)


ETNIA Contemporânea - Mix Tape Vol. 1 (2006)

01. Intro Meloterapia (01:23)
02. Mc´s do Novo Milênio (03:04)
03. Ataque Súbito (05:22)
04. Emergência (04:57)
05. Porta Erudito (05:34)
06. Batalhão (04:42)
07. Vírus (02:36)
08. In The End Of World (02:57)
09. Mc´s do Novo Milênio (Remix) (04:03)
10. Mentes Evoluídas part. K'lado (05:23)

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

"O Dia de Black Alien no Cine Joia" (Mini Doc.)




No dia 12 de Outubro de 2013 o Cine Joia recebeu de casa cheia a aguardada apresentação de Black Alien e seus convidados na capital paulista. SOUL ART teve o privilégio de participar da festa e conta a história dessa noite inesquecível no mini documentário "O Dia de Black Alien no Cine Joia".


O Dia de Black Alien no Cine Joia


+info:

FAVELA NO AR (2007) DOC.




Favela no Ar é uma co-produção internacional entre a brasileira 13 Produções, a dinamarquesa Rosforth e a sueca Stocktown. Este documentário retrata, na lata, o despertar do jovem pobre paulistano para a consciência social na identificação da vida que a arte que imita a vida. É o capítulo paulistano da história cultural do respeitado Rap Nacional na voz de seus principais expoentes.

A auto-recuperação de Dexter e Afro-X por meio do Rap, a última entrevista gravada de Sabotage, o fortalecimento do Movimento Hip Hop com a sigla 4P (Poder Para o Povo Preto), o dilema da exposição na mídia segundo a ótica de KL Jay e no contraponto informado de Xis, o poder transformador do Hip-Hop como estilo de vida e movimento transformador na voz do RZO.

Favela no Ar marca a batida deste movimento de muitos movimentos, confiram via YouTube...

FAVELA NO AR (2007)

"O Rap é a chave. O Rap é a única música que reúne multidões pra falar de consciência". (Dexter)

"É o poder da comunicação". (KL Jay)

Sabotage - "Nós" (Documentário)



Amanhã 02/11 às 11:00, o Documentário "Sabotage Nós" será exibido no cinema do shopping Frei Caneca (Espaço Itaú)

Pra completar a boa notícia a sessão é gratuita e integra a série do Cine Dieitos Humanos, promovido pela SMDHC.

Em tempos de truculência e repressão na periferia é sempre bom lembrar de quem já dava a letra à mais de uma década.

Produzido pela Guardachuva, este documentário  retrata cada passo da cainhada musical do rapper Sabotage em direção ao seu disco de estréia "Rap é Compromisso", partindo do resgate do tráfico até à exposição pela mídia de massa.


Sabotage - "Nós" (Documentário)

Sandrão RZO - "Drácula" part. Cris Carniato e Sombra SNJ


"Drácula" em 360 graus é a mais nova música de Sandrão, que recebeu de Felipe Fel (um monstro da fotografia) um tratamento em 3D que com certeza você irá querer ver e ouvir mais de uma vez...

Sandrão RZO - Drácula part. Cris Carniato e Sombra SNJ - "YO! MTV"

+info:


Ghetto ZN - M.P.C. Música Pagando Contas (2013)


Faz pouco tempo que descobri o MC Ghetto da ZN do Rio de Janeiro, haviam algumas guias de suas músicas soltas pelo YouTube e as habilidades dele como Mestre de Cerimônia já ficaram evidentes desde a primeira audição, se ainda não conhecem sem dúvidas vocês ainda vão ouvir falar dele.

E hoje 01/11 às 18:00 foi uma grande satisfação pra mim ver que seu primeiro trampo oficial chegou ao alcance dos ouvidos do mundo devido as possibilidades que essa ferramenta que é a internet nos permite, e com certeza isso é só uma amostra do que há por vir, pois sua música é simples e ao mesmo tempo tem um potencial de crescimento que se destacará fácil. 

Então vamos ao que interessa, essa é a M.P.C. do Ghetto ZN, confiram via YouTube...

Ghetto ZN - M.P.C. Músicas Pagando Contas (2013)

01. HIP HOP Real (Prod. Du Brown, Kamikaze, Toka FK casa 2) (03:57)
02. Rio de Janeiro (Prod. Du Brown, Kamikaze, Toka FK casa 2) (03:29)
03. Produto Envolvente pt. 1 (Prod. 3,14 Beat's, Toka FK casa 2) (01:52)
04. Políticas, Religiões e outras paradas aí... (Prod. Du Brown, Toka FK casa 2) (02:24)

GHETTO DESCANSE EM PAZ (Prod. Kamikaze, Toka FK casa 2) (01:09)

06. Produto Envolvente pt. 2 part. Tadeu Portela (Prod. Messi Beatss, Toka FK casa 2) (01:55)
07. Espírito de Lobisomem (Prod. Messi Beatss, Toka FK casa 2) (03:56)
08. Underground Puro (Prod. Kamikaze, Du Brown, Toka FK casa 2) (03:23)

DOWNLOAD


Ghetto ZN - Rio de Janeiro (Vídeo Clipe)

+info:


Facebook

E-mail:
ghetto.zonanorte@gmail.com

Contatos:
(021) 8395-6562

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Mascote - Sobreviventes (part. Kamau) - Single (2013)


Sobreviventes é o título da mais nova música do Mascote, com uma lírica afiada somada às linhas de Kamau esta música é o registro de 2 Sobreviventes desse caos urbano em que nos encontramos. Primeiro single do Volume 2 da trilogia "Eu, Meus Amigos & Minhas Rimas", se ligae...


Letra: Mascote e Kamau
Música: Sobreviventes
Instrumental: DJ Crick
Scratches/Colagens: DJ Crick


+info:

domingo, 13 de outubro de 2013

Don L - Caro Vapor / Vida e Veneno de Don L (2013)


Muita música pra escutar e pouco tempo pra ouvir, não sei se agradeço ou se reclamo, ainda não tive a oportunidade de ouvir mas garanto a qualidade, a julgar pelos singles e participações de Don L, rapper de fortaleza que vem se destacando cada vez mais devido a sua forma de tratar as palavras ao relatar seu ponto de vista da vida, tanto como ela é quanto como ela deveria ser...

Com tanta coisa boa sendo lançada ao mesmo tempo, fica difícil para mim conciliar o que ouço e quando escrevo algo sobre o que já consegui ouvir, ainda hoje tropeço em pérolas inéditas de 1999, e isso sendo que já estamos em 2013 então deve ser por isso que através deste blog não sigo nenhuma ordem cronológica, pois vou postando e falando sobre conforme tenho a oportunidade e o tempo devido para ouvir cada disco como se deve.

Don L - “Caro Vapor / Vida e Veneno de Don L" (2013)

01. Morra Bem, Viva Rápido (04:19)
02. Chips (Controla ou te Controlam) (03:11)
03. Rolê dos Lokos (03:56)
05. No Melhor Estilo part. Terra Preta (03:27)
06. Depois das Três part. Izabell Shamylla (03:04)
07. Plástico (03:40)
08. Me Faz Acreditar (02:09)
09. Slow Jam (03:52)
11. Nem Posso Dizer (03:26)
12. Caro Vapôr (02:35)
13. Denso (03:56)
14. Cafetina Seu Mundo (03:59)
16. Gasolina e Fósforo part. Nego Gallo (03:55)
17. Enquanto Acaba part. Flora Matos (04:19)

DOWNLOAD

Don L - Doce Dose part. Léo Grijó RapBox Ep. 35

Don L - Beira de Piscina Remix part. Rael


A arte da capa é uma foto da Autumn Sonnichsen, o design é do Filipi Fillippo.

Aqui está disponível para todos vocês o lançamento da mixtape do Don L, isso mesmo é aquele rapper do Costa a Costa.

Contribuíram calorosamente os profissionais Aline Belfort, André Porto, Apu Gomes, Autumn Sonnichsen, Paulo Batalha e Natalia Kataoka.

Beats produzidos por: 
Don L, Billy Gringo, Alexandre Basa, Papatinho, Luiz Café, StereoDubs e Casp Beats.

Animações: 
Daniel W. de Andrade.

Agradecimentos: 
Eduardo Roberto, Fernanda Negrini, Paulo Marcondes.

+info:

HenRick Fuentes - AGORA (2013)


Ao longo dos seus 10 anos de carreira HenRick Fuentes vem para mostrar o verdadeiro sentido da palavra evolução. 
Em 2011 lançou seu primeiro EP intitulado “Meu Dito Meu Feito” e após um ano de muito estudo e gravações, HenRick lança seu primeiro disco solo oficial que ao meu ver sintetiza a importância que esse momento traz, é isso aí o “AGORA” é que importa, confiram...


HenRick Fuentes - AGORA (2013)

01. Intro (Prod. Casp) (00:55)
02. Cuide mais do seu Jardim part. DJ RM (Prod. Casp) (03:18)
03. Dia a Dia part. DJ Erick Jay & DJ Soares (Prod. Nate Fantasia) (03:31)
05. Minhas Mãos part. Marcela Maita (Prod. Dario) (02:34)
06. Pai e Filho part. Jeff (Prod. Skeeter) (03:04)
07. Do Green part. Savave (Prod. Casp) (04:22)
08. Ótimo e Zen (Prod. Laudz) (02:43)
09. Vem cá  part. Mr. Barbaro (Prod. Phil Terceiro) (04:17)
10. Firme e Forte (Prod. Coyote) (03:06)
11. Tarde Demais part. Elo da Corrente (Prod. Coyote) (03:55)
12. Efeito Colateral part. DJ Erick Jay (Prod. Renan Samam) (03:25)
13. Eu e Eu part. DJ Cost (Prod. Coyote) (02:49)
14. Simples Assim part. Kamau & Stefanie (Prod. Renan Samam) (04:22)
15. Pé na Estrada (Prod. Renan Samam) (03:06)
16. Pobre Loko - Marreta Records part. JGuetto (04:15)

DOWNLOAD:

HenRick Fuentes - Amigo (Prod. Coyote)


YouTube

SoundCloud

Facebook


Quer comprar o seu sem sair de casa e não sabe como?

E-mail:

Lojas:


Mascote - “Eu, Meus Amigos & Minhas Rimas: Volume 1-EU" (2013)


Hoje trago aqui para compartilhar com todos vocês o primeiro trabalho solo do Mascote, MC integrante do Contra Fluxo e Studio Kasa; Ele já anunciou a algum tempo atrás que preparava uma trilogia batizada: "Eu, Meus Amigos & Minhas Rimas". Eis aqui o Volume 1 intitulado Eu, trazendo um conteúdo bem pessoal e reflexivo, sem contar uma participação mais que especial e que apesar de inusitada torna este trabalho ainda mais instigante, ouça com atenção "Dançando no Escuro" e saiba qual que é.


Mas não trouxe este trampo aqui apenas por se tratar de um disco de Rap Nacional, resolvi postá-lo pelo fato de admirar a escrita e conhecer um pouco mais de perto a caminhada desse irmão, que inclusive já encontrei na rua pelo centro de São Bernardo do Campo na correria pelo Rap e ao mesmo tempo atrás de um trampo e como se não fosse o bastante ainda se superando e vencendo uma barreira pesada que vocês entenderão melhor qual foi ouvindo "No Último Vagão", enfim, nesse registro consta a primeira parte de uma trilogia que promete, então sem muita enrolação vamos ao que interessa...

01 Intro Eu (Prod. DJ Crick) (01:10)
02 Quem é? (Prod. Henrique Jonas) (02:52)
03 Ninguém (Prod. Renan Samam) (03:31)
04 E.G.O – Eles Gostam de Opinar (Prod. DJ Crick) (04:14)
05 Clube da Insônia (Prod. Leleco San) (04:33)
06 Relevante (Prod. Dario) (03:31)
07 Quem Vive $em? (Prod. Thiago Pródigo) (03:41)
08 Dançando no Escuro part. Maria Selma (Prod. Dukes) (03:42)
09 Coração de Pedra (Prod. Leleco San) (04:04)
10 No Último Vagão (Prod. Leleco San) (04:57)


+info:


Quer comprar o seu sem sair de casa e não sabe como?

sábado, 12 de outubro de 2013

Espião & Sala 70 - "Bem Vindo De Volta"


Espião & Sala 70 - "Bem Vindo De Volta"
 
Este é o segundo single do disco "O jantar está servido", fruto da parceria musical entre Espião & Sala 70. É como se fosse um passaporte para uma viagem de volta no tempo, ouve aí... 
 
 
Escrito por Espião
Produzido por Sala 70
Masterizado por Tim D'avila

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

CROWDFUNDING: Black Alien - Babylon By Gus Vol. 2: "No Princípio Era o Verbo"



Black Alien Recorre ao Crowdfunding para lançar: "Babylon By Gus Vol. 2"

Em uma nova fase, que pode ser chamada de sua “segunda vida”, Black Alien caminha para a produção do tão aguardado "Babylon By Gus Vol. 2: No Princípio Era o Verbo”. Juntando materiais e parcerias, Black Alien depende também da ajuda de seu público para que o disco saia, no esquema crowdfunding. 
O novo álbum contará com a produção de Alexandre Basa, parceiro de Black Alien no primeiro volume do Babylon By Gus. Segundo Gustavo, “Babylon By Gus é um disco de dois caras, do Black Alien e do Basa”.

O crowdfunding é uma forma alternativa e independente utilizada por diversos artistas e sonhadores, essa ferramenta tem sido utilizada cada vez mais para os criadores tirarem os seus projetos do papel.

As recompensas dos apoiadores vão de link para download do CD uma semana antes do lançamento oficial, CD novo entregue em casa autografado, camisetas, ingressos de shows e vistas no camarim, entre outras. 


CROWDFUNDING: Black Alien - Babylon By Gus Vol.2: "No Princípio Era o Verbo"




Acesse: 


Dúvidas: 


Assessoria de imprensa: 


Fonte:

1ª Mostra de Arte Urbana de Diadema (2013)



O projeto "1ª Mostra de Arte de Diadema" nasce, antes de tudo, como uma iniciativa independente dos artistas da cidade de Diadema com o intuito de ocuparem e apresentarem suas produções no Centro Cultural de Diadema.

Essa primeira exposição visa apresentar os trabalhos e os artistas de arte urbana (graffiti, estêncil, colagem e escultura) de Diadema e Grande ABC, que estão com uma alta qualidade de produção em seus trabalhos, além de alguns convidados de outras localidades da capital paulista.

A 1ª Mostra de Arte Urbana de Diadema vem para marcar na cidade o momento que os artistas estão vivendo como um registro não apenas simbólico mas também histórico pois em todo material de divulgação constam homenagens ao "Cão Fila km 26", toda essa ação independente e conjunta visa fomentar e incentivar a produção de arte de rua ampliando e explorando suas possibilidades.

Curadoria:

Realização:
Grupo de Arte Urbana de Diadema e Ateliê "Arte e Vida" sem limites.

Apoio:
Museu de Arte Popular, Prefeitura de Diadema e Secretaria de Cultura de Diadema.

Onde?
Rua Graciosa, 300 - Diadema
(ao lado da Praça da Moça)

Quando?
Dia: 16/10 às 19:00

Facebook:


1ª Mostra de Arte Urbana de Diadema


segunda-feira, 30 de setembro de 2013

"PIXO" (2009) de João Weiner e Roberto Oliveira


"PIXO" (2009) 

O impacto da pichação como fenômeno cultural na cidade de São Paulo e sua influência internacional como uma das principais correntes da Street Art. O filme participou da exposição Né dans la Rue (Nascido na Rua), da Fondation Cartier pour l'Art Contemporain, em Paris. O documentário mostra a realidade dos pichadores, acompanha algumas ações, os conflitos com a polícia e mostra um outro olhar sobre algumas intervenções já muito exploradas pela mídia. O filme não traz respostas, mas fornece argumentos para o debate: pichação é arte ou é crime? Um filme de João Weiner e Roberto T. Oliveira

+info:

Twitter:
@pixodoc

Via Netflix
"PIXO"

Via YouTube
"PIXO"

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Di Melo - Di Melo (1975)



Di Melo - Di Melo (1975)

01. Kilariô (02:47)
02. A Vida Em Seus Métodos Diz Calma (03:42)
03. Aceito Tudo (02:57)
04. Conformópolis (02:43)
05. Má-lida (03:29)
06. Sementes (01:33)
07. Pernalonga (02:44)
08. Minha Estrela (02:30)
09. Se o Mundo Acabasse em Mel (03:06)
10. Alma Gêmea (03:58)
11. João (02:25)
12. Indecisão (01:58)


Não é de hoje que Pernambuco colabora com a qualidade da música brasileira. Em 1975, Di Melo lançava seu disco mostrando para o Brasil que o swing não ficava só no eixo Rio/São Paulo. Seguidor de Tim Maia e contemporâneo de Cassiano e Hyldon, só não ganhou mais destaque porque naquela época só a música de protesto tinha espaço. Curioso como hoje música de protesto é considerada música de bandido, mas isso é outro assunto.

Di Melo se tornou um álbum conhecido graças aos DJ's, que ficavam com os dedos grossos nos sebos em busca de raridade. O disco abre pegando pesado na balada. "Kilariô" vem cheia de balanço e com baixo e metais destruindo tudo. "A Vida em Seus Métodos diz Calma" é um de seus hits, swing com uma letra que mistura humor e crítica ao desespero. Aliás, a crítica existia muito na música de Di Melo, mas não ficava só no discurso "caminhando e cantando", falava dos problemas do ser humano comum. Mas ele não era filho de sociólogo e não fazia parte da máfia do dendê.

De volta ao chiado do vinil, "Aceito Tudo" é o desabafo de quem chega na cidade grande, isso nos anos 70. Sob a influência do tango vem "Conformópolis", com uma letra poderosa de Waldir Wanderley da Fonseca. Em "Má-lida", Di Melo diminui o ritmo mas não a lamentação. A faixa lembra muito o que seus conterrâneos faziam naquela época. "Sementes" é a mais tango de todas.

Entra "Pernalonga" e o pernambucano volta ao groove -- ainda bem. "Minha Estrela" lembra um pouco a levada de "Kilariô". "Se o Mundo Acabasse em Mel": só pelo titulo já vale! De quebra é uma canção repleta de frases fortes, como "entrou em choque publicitário" -- nada mais atual.

"Alma Gêmea" é aquele momento de lamentação e solidão, assim como o sambinha "João". O disco fecha com "Indecisão". "Tudo isso é pra quem pode / nunca foi, nunca é pra quem quer / tem gente que nasce pra ter / e tem gente que vem pra cantar", diz a letra.

Di Melo ainda está na ativa, assinando com o nome Roberto Melo. E ninguém faz nada.

(texto original retirado do blog Groove Livre).

E PARA QUEM GOSTA DE BOA MÚSICA E ESTÁ A SE PERGUNTAR POR ONDE ANDA E COMO ESTÁ DI MELO, VALE À PENA CONFERIR O LINK ABAIXO...

Via YouTube

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Café Crime apresenta: MIXTAPE SAFRA 013 (Mixada por DJ Soares)


Safra 013 reúne fina seleção musical e consagra novo momento do RAP no país 

Café Crime é um selo musical independente, nascido em 2004 no Rio de Janeiro, que já assinou trabalhos como a Mixtape - Iky'xtape Vol. 01 (Iky Castilho e DJ Babão), o primeiro CD da banda Letuce , além da Trilha sonora do filme Riscado (Prêmio de Melhor Trilha de Longa Metragem, no Festival de Gramado) e produções com MV Bill, Thalma de Freitas, MC Marechal, Emicida, dentre outros. 

Depois de um excelente começo de ano, com a estréia de dois vídeo clipes na MTV Brasil (das músicas Livre e Soldados ambas de Iky Castilho), o Selo agora apresenta seu novo projeto: Safra 013. A nova Mixtape do Café Crime que vem com 23 faixas e conta com a participação de artistas convidados - consagrados e iniciantes, brasileiros e internacionais, como o produtor Bryan Velasco e a cantora Honey la Rochelle (ambos de Los Angeles, EUA), fazem um blend com o rico universo musical proposto pela dupla Iky Castilho e Ramiro Mart (MC's/Produtores), que juntos ao beatmaker Jonas Ribeiro, formam a base do selo carioca.


O novo projeto do Café Crime é aguardado pelo público do RAP e como uma Mixtape original tem Lado A e Lado B, ambos mixados pelo DJ Soares - paulistano bicampeão do DMC Brazil, conhecido por suas apresentações dinâmicas, que misturam mixagem e turntablism.

Resultado de uma fina seleção do que se produziu nos estúdios do Café Crime neste último ano, a Mixtape Safra 013 foi disponibilizada gratuitamente para download, em lançamento simultâneo na Internet, às 13:13 do dia 13 de setembro...

Com Batidas originais e Rimas de primeira, todas as músicas contidas nessa safra revelam um novo e importante momento do Rap no Brasil! 
De sabor rico e forte como um bom Café, temperado com a sagacidade da cultura marginal Brasileira: perfeito para aqueles que não se encaixam em padrões, sem medo de romper limites. É isso aí Safra 013 contém música boa e de qualidade...


Café Crime apresenta: MIXTAPE SAFRA 013 (Mixada por DJ Soares)


LADO A 

01 Intro M.S. 013 (01:57)
02 Soldados (04:19)
03 Porradão (03:15)
04 Contrato (03:13)
05 Delicado Equilíbrio (03:11)
06 Dia Perfeito (03:01)
07 Rasga Chão (03:22)
08 O Chamado (03:31)
09 Superação (02:04)
10 Super Hero (03:08)
11 Caxangá (03:58) 

LADO B

12 É o Bicho (01:41)
13 Momentos de Lazer (01:55) 
14 Não Faz Sentido (03:18) 
15 Fortalece Ae (03:26) 
16 Irmãs (03:53) 
17 Loucos, Lokos (02:16)
18 Homens de Aço (03:34) 
19 Faz (03:14)
20 Respirar (02:21)
21 Comandando o Show (03:53)
22 Quem Mafu (03:49)
23 Auriflama (04:15)



Soldados part. Raony (Medulla)


+info:

Contatos: