quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Sant - Carta aos meus iguais de alma (2014)


Sant - Carta aos meus iguais de alma (2014)

01. Carta aos meus iguais de alma (02:16)
02. Carta aos meus iguais de alma (Instrumental) (02:08)
03. Carta aos meus iguais de alma (Acappella) (02:05)

Instrumental: 
Mr Break

Produção: 
MC Marechal

Mix/Master: 
Luiz Café

DOWNLOAD


LETRA: Carta aos meus iguais de alma

(verso 1)

A luta é pela África!
Não pelas “mamas” que vendem nos clipes
Cerrem-se punhos, encerrem-se buscas só por mais clicks
E hits que agridem ouvidos
Mundo virtual… Onde virtudes não fazem sentido

Meus irmãos desistiram e se entregaram
Viram que não era fácil e se conformaram
Sorte a minha não pensar o mermo

Não vim pra ser herói, mas se for pra ser, só me dá a capa
Gueto precisa de representantes
Tó minha cara a tapa!

Cata a oportunidade, senão vem outro e te mata, saca?
Deslealdade em todo lugar do mapa
Atra-palha a evolução da espécie
Mas parece que o ser humano é o primata

Rata-ta-ta e boom!
Final do filme. Angústia firme
Que me faz sentir que essa geração já era
E define que esse plano tá perdido
So, please, Lord, kill me!

Pra que eu renasça mais forte
Haja sorte… Pra que o futuro traga-me meu Norte
Enquanto isso, vou pelo vale das sombras sem medo
Mas meu receio é de não ter mais suporte

Corte! Onde Zumbis vagam
Divagam entre corpos doentes, me indagam
“Será que eu sou diferente?”

Acho que não, Darwin tá certo: meio me poluiu
E ter isso tudo em mente é o fogo no pavio
Essa carta hoje é a de ontem, que o amanhã construiu

Frio! Igual o amor que ‘cê diz ter
Ahn… E aos valores que ‘cê pregava
Ahn… É, mas teve que abster

Ahn… E pense o que quiser aqui, Zé
Até porque tudo que eu fizer tu vai achar uma merda, né?
Mundo cão, homem cão, mas os cães são tão bons
Merda de comparação! Ahn… Eu e meus dons…

De achar tudo imperfeito
A Matrix me quer burro
“Blue pill for you”
Dando à ponta de faca, um murro

Sussurro, entre em meus ouvidos
Escrevi pra ter o registro
Elevação espiritual, nada disso eu administro

Conflito cerebral, num inferno astral
E meu lado racional tentando entender meu lado sinistro
Ahn… Irmão, não pense que ‘cê vai esquecer
Pois o que ‘cê viu, nunca mais será desvisto


Carta aos meus iguais de alma (Clipe)

+info:

#VVAR

Nenhum comentário:

Postar um comentário